Open top menu
1 de abr. de 2014



Olá, pessoal!

O site já está em clima de Páscoa e temos mais uma bela resenha para o deleite dos Cowa-fãs.   

Dessa vez, quem dropou nas ondas com Cowabunga foi a carioca autora do blog “Somos Literárias”. 

Vamos conhecer uma seleção dos meus trechos favoritos? 




“Personagem Favorito: Obviamente, Zimbo. Essa é uma verdadeira relação de amor/ódio. Zimbo tem lá seus defeitos, mas quem não os tem? Apesar de ser garanhão, arrogante e ter um quê de esnobe, Zimbo é um cara cheio de vida. Divertido, inteligente e persistente, ele acaba nos conquistando. E caramba, quem não gosta de um belo surfista? haha!”
(...)

“Muito surf, sol, praia e azaração esperam você neste livro. Viaje sobre as lindas praias catarinenses, conheça alguns nativos do Havaí e descubra que a vida em cima de um "Cowabunga" pode ser muito mais divertida!”
(...)

“Pense em um livro que tem a cara do verão. Um livro leve, que te faz pensar em uma vida simples, mas boa, onde o mar é logo ali, do lado e ao mesmo tempo, pensar em uma história de superação. Pensou? Bem, você provavelmente pensou em "Cowabunga! Desventuras de um ex-surfista".”
(...)

“Não pense você que Zimbo fica para trás em relação a Letícia. Zimbo sabe que por mais idade que tenha, não aparenta, e sabe como é bonito. E como. Ele habitualmente usa deste artifício para conquistar as mulheres por onde quer que passe. Ricardo Avelar é um verdadeiro conquistador, e usa de todas as armas que tem para atrair belas mulheres. Zimbo é um homem que já caminha para a 3° idade, mas que mantém seu espírito jovem, se comporta como um e se recusa a realmente envelhecer.” 

"Obstinado, ele não desiste do que realmente quer: Pegar uma última onda, a onda perfeita. Pra isso, tem que encarar seus próprios fantasmas e medos. É verdade que já pensou em desistir, e por mais que tente, não consegue. É como se ele precisasse, como se ele devesse isso a si mesmo. Será que Zimbo conseguiu o que tanto desejava?”
(...)

“O livro, além de ser leve é muito bem feito, a começar pela capa, que é linda, e tem tudo a ver com a história em si. A diagramação, enredo e história tem tudo para conquistar mais e mais espaço no mercado brasileiro.”


“Ana Paula Seixlack acertou em cheio ao nos apresentar as gírias usadas pelos surfistas de forma tão íntima, pois foi uma forma de aproximar o leitor deste universo desconhecido para muitos. Aliás, será que ela é surfista? haha.”

“Ouro ponto interessante é o passeio que fazemos por Santa Catarina, por suas praias e lugares turísticos. É como se realmente estivéssemos lá, e pra mim, que sou do Rio de Janeiro e nunca estive lá, foi ótimo.”

“Pegue sua parafina, sua prancha e embarque nesta onda! Cowabunga!”



Ah, aqui tem o vídeo onde ela apresenta o livro:


Falando em parafina, o meu estoque está acabando. Vou nessa para comprar mais e já volto. Enquanto isso, conheçam a resenha na íntegra. Só clicar no link abaixo.

http://somosliterarias.blogspot.com.br/2014/04/resenha-cowabunga-desventuras-de-um-ex.html

Surf´s up!